Além dos institutos oficiais de estatística, existem instituições muito bem conceituadas, cujo financiador são setores interessados em informações específicas, podendo ser públicos ou privados.

 

O IPEA (instituto de pesquisas econômicas aplicadas), por exemplo, é uma instituição federal voltada a indicadores que subsidiem o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. O foco deste instituto disponibilizar indicadores sociais e econômicos, dentro de uma base acadêmica de pesquisa e discussão, para auxiliar a elaboração de políticas públicas e decisões econômicas. 

O DIEESE (departamento intersindical de estatísticas e estudos econômicos) é uma entidade intersindical também faz pesquisas e disponibiliza dados, neste caso, com o interesse em obter informações para mediação de diálogos entre trabalhadores, empresas e governos.

Outro exemplo de instituição, diferente dos institutos de estatísticas é, por exemplo, o Atlas de do Desenvolvimento Humano no Brasil, onde o PNUD (programa das nações unidas para o desenvolvimento), em associação com a Fundação João Pinheiros e o IPEA, trazem dados sobre o IDH (índice de desenvolvimento humano), assim como outros indicadores captados em fontes oficiais, possibilitando uma comparação dos aspectos humanos entre municípios, regiões e estados brasileiros, assim como comparações do Brasil com outros países.

Em breve continuaremos com mais fontes de dados oficiais e confiáveis para suas análises e monitoramentos!

Anúncios